Frutos vermelhos

A fisetina e o cérebro

By: | Tags: | Comments: 0 | Julho 7th, 2015

Quando se diz que os frutos vermelhos fazem bem à saúde, não é um mito, nem é por estes frutos serem bonitos e românticos.

Na verdade, os frutos vermelhos fortalecem a memória e podem evitar doenças degenerativas. Tudo por causa de um flavonóide chamado fisetina, que bloqueia a perda de neurónios, as células do cérebro, que provocam doenças como a que temos tratado neste artigo: o Mal de Alzheimer.

Quando se diz que os frutos vermelhos fazem bem à saúde, não é um mito, nem é por estes frutos serem bonitos e românticos. Na verdade, os frutos vermelhos fortalecem a memória e podem evitar doenças degenerativas. Tudo por causa de um flavonóide chamado fisetina, que bloqueia a perda de neurónios, as células do cérebro, que provocam doenças como a que temos tratado neste artigo: o Mal de Alzheimer.

O estudo que levou a estas conclusões foi feito na Califórnia, pelo Salk Institute for Biological Studies, revelando que a fisetina, presente nos frutos vermelhos, principalmente no morango, estimula a área cerebral que é responsável pela memória de longo prazo, protegendo o cérebro de doenças degenerativas, como a Alzheimer e a Esclerose Múltipla.

Pamela Mahler, responsável pela pesquisa, descobriu que alguns flavonóides presentes nas frutas vermelhas, incluindo a fisetina, induzem o amadurecimento (mais tecnicamente falando, a diferenciação) das células do sistema nervoso, sendo que este processo é importante na formação da memória. Trata-se de um processo chamado Potencialização de Longo Prazo, ou PLP, e permite que as memórias sejam armazenadas no cérebro devido ao facto de estabelecer ligações mais fortes entre os neurónios.

LIGUE JÁ