CANCRO COLO-RECTAL – A IMPORTÂNCIA DE UMA DIETA

By: | Tags: | Comments: 0 | Março 15th, 2018

O cancro colo-rectal é bastante comum, especialmente na população mais envelhecida. Um fator de risco importante para o cancro colo-rectal é o regime alimentar, e a escolha dos alimentos continua a ser vital durante e após o tratamento. O cancro colo-rectal é um tipo de cancro que afeta o recto, o cólon, ou ambos, também chamados intestino grosso. Este tipo de cancro é mais frequente em pessoas mais idosas, mas há muitos outros fatores de risco associados ao seu desenvolvimento, sejam eles genéticos ou decorrentes dos hábitos e estilo de vida.
De entre estes últimos, um dos mais citados fatores de risco é a dieta – referindo-se especificamente a um regime alimentar pobre que também conduz à obesidade.
São numerosos os estudos que indicam que uma dieta demasiado rica em carnes vermelhas está associada a um risco aumentado de cancro colo-rectal.
Em 2015, um relatório publicado pela Agência Internacional de Investigação sobre o Cancro fez notícia alertando que a ingestão diária de uma porção de 50 gramas de carne processada, tal como bacon ou salame, aumenta o risco de uma pessoa vir a desenvolver cancro colo-rectal em 18%!
Esta constatação levou a OMS (Organização Mundial de Saúde) a classificar as carnes processadas como “cancerígenas para os humanos”.
O programa de Reeducação Alimentar e Comportamental com Modelação Corporal da Clínica do Tempo®, permite uma individualização do regime alimentar e a correção do peso e do excesso de gordura, de uma forma saudável e permanente. É deste modo possível prevenir atempadamente diversas patologias, sejam elas de origem genética ou relacionadas com o estilo e experiência de vida, prolongando assim a longevidade.
Ao ligar para o (+351) 21 458 85 00 mencione que leu este artigo para ter condições de acesso ainda mais favoráveis.
LIGUE JÁ