O iodo como suplemento durante e após a gravidez

O iodo como suplemento para a gravidez

Já está a correr na Comunicação Social a mais recente informação de suplementos para a gravidez, para a amamentação e para quem quer engravidar.

O suplemento aconselhado é o iodo, sob a forma de iodeto de potássio, e deve ser prescrito por médicos, com doses adequadas a cada caso.

A indicação é dada pela Direcção-Geral da Saúde (DGS). Para a mãe, o iodo é importante para a síntese de hormonas da tiróide, e estas hormonas, por sua vez, são importantes para a maturação do sistema nervoso do feto e para o desenvolvimento neurológico da criança.

Esta suplementação é indicada antes e durante a gravidez, bem como durante o período de aleitamento.

Os alimentos que ingerimos também podem conter iodo, encontrado principalmente em produtos de origem marinha, como as algas, peixe de mar (água salgada), ostras, moluscos e outros mariscos, mas também em vegetais de folha verde-escura e no sal marinho iodado. Aliás, para estas mulheres a DGS aconselha a substituição do sal vulgar pelo sal iodado para temperar e confecionar os alimentos.

Geralmente, a recomendação de ingestão diária de iodo é de 150 microgramas para pessoas com mais de 14 anos, mas as grávidas deverão consumir 220 microgramas por dia e a quantidade ideal de iodo por dia para lactantes é de 290 gr.

Lembre-se que só o seu médico deve adequar estas doses a cada caso.

DATA: 
29 Ago, 2013